Utilizando o Azure Migrate – Parte 2: Assessment

Pessoal,

Dando continuidade ao deploy realizado do Azure Migrate na Parte 1, agora veremos como realizar assessment das nossas máquinas virtuais de forma gratuita (Lembrando que utilizamos a ferramenta da Microsoft para assessment, ela funciona somente em Máquinas virtuais (VMware/Hyper-v), servidores físicos ainda não é possível, ao menos que se utilize uma ISV, como a Cloudamize). Etapa muito importante para Logo_AzureMigrationverificarmos os recursos em nuvem que realmente serão necessários para a migração de nosso ambiente on-premise para o Azure, evitando assim, gastos desnecessários:

  1. Acessar no Azure Migrate e clicar em “Create Assessment”:AzureMigrate_Assessment_1
  2. Criar um nome passa o nosso Assessment (Ideal vincular o nome à todo o cenário ou grupo de máquinas que serão migrados):AzureMigrate_Assessment_2
  3.  Na próxima etapa, devemos escolher as opção que serão definidas como alvo de nosso assessment, sendo elas:====================
    Target Properties
    ====================
    Target Location: Qual região do Azure pretendemos hospedar no ambiente
    Storage Type: Definir o tipo de storage (Premium / Standard SSD / Standard HDD) ou deixar automático (Recomendo Automático)
    Reserved Instances: Se iremos considerar instancias reservadas para 1 ou 3 anos.

    ====================
    VM Size
    ====================
    Sizing Criterion: Considerar a avalianção baseado em perfomance ou como está no ambiente on-premises
    Performance history:  Considerar o histórico de quanto tempo de Performance (Ideal no mínimo 1 mês)
    Percentile Utilization: A porcentagem que você que considerar no histórico de perfomance
    VM series: Quais séries de VMs você deseja considerar
    Comfort factor: Fator de conformidade, levando em consideração os picos de perfomance, se iremos utilizar 1, 1 para 1, 1 para 2 e etc…

    ====================
    Pricing
    ====================
    Offer: Qual o tipo de contrato, pay as you go, enterprise agreement  e etc…
    Currency: Qual a moeda que levaremos em consideração.
    Discount(%): Iremos propor algum disconto?
    VM uptime: As VMs irão estar 100% do tempo ligadas? Ou podemos economizar desligando elas em certo periodo

    AzureMigrate_Assessment_3

  4. Ao definir as propriedades de nosso assessment, iremos vincular ele nos grupos de máquinas que iremos avaliar. Para esta ação é necessário clicar em “Create New” para criar um novo grupo, ou caso já tenha algum definido “Use Existing”:AzureMigrate_Assessment_4

Com o assesment sendo aplicado para avaliar as VMs no ambiente on-premises, poderemos abrir nosso assessment e verificar visualmente através de gráficos, quais VMs estão prontas para migrar, quais tem a necessidade de fazer algum ajuste, qual o custo de todo armazenamento e ambiente no Azure, como tambem qual o tamanho correto de configuração de VM que deveremos selecionar para cada uma:

AzureMigrate_Assessment_5

AzureMigrate_Assessment_6

AzureMigrate_Assessment_7

Autor: Eduardo Kieling

Mestre em Computação Aplicada e Bacharel no curso de Ciência da Computação, Eduardo Kieling é especialista em infraestrutura de TI com ênfase em Cloud Computing, possuindo grande experiência no mercado e atuando em diversas empresas. Hoje é líder de time de Microsoft Azure e Arquiteto de Soluções em Nuvem Sênior, responsável pelo desenho de soluções, implementação e administração de diversas tecnologias. Tem como prática palestras e artigos técnicos, para a comunidade técnica.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s